Pesquisar este blog

Seguidores

sábado, 15 de novembro de 2008

Nada Substitui a Benção do Senhor

Então, Elcana, seu marido, lhe disse: Ana, por que choras? E por que não comes? E por que está mal o teu coração? Não te sou eu melhor do que dez filhos? (1 Samuel 1.8).
Nessa passagem, lemos que Elcana declarou-se melhor do que dez filhos e que não entendia o motivo de Ana, sua esposa, chorar, não comer e estar com o coração triste.
O Senhor Deus tem um propósito nos dons que deu a cada um. Ana sabia que, por ser mulher, tinha nascido para gerar filhos; porém, era estéril. Naquela época, era permitido ao homem ter mais de uma esposa. Com sua outra mulher, chamada Penina, Elcana teve vários filhos, mas, com Ana, não teve nenhum. Por esse motivo, ela era constantemente fustigada por Penina. Então, Ana entristecia-se e chorava a cada dia por ser humilhada pela outra.
O choro ajuda a aliviar a alma, mas não traz resposta. Elcana, incomodado com as lágrimas de sua esposa, tentava tirá-la daquele estado, mas tal atitude não levava a lugar algum, pois quem sofre quer solução.
A falta de realização em qualquer setor da vida afeta todo o ser. O marido perguntou a Ana por que ela não comia, mas ela precisava mesmo era do alimento que produz fé. Esse, sim, tira qualquer um de uma situação embaraçosa.
Ajudamos muito quando transmitimos o recado de Deus, pois o consolo do homem é fraco e não tem o poder de resolver a crise em que alguém se encontra. Solução mesmo só conseguimos quando temos uma “reunião executiva” com o Senhor e, nela, abrimos o nosso coração e falamos tudo o que nos incomoda. Ao agirmos assim, Deus nos responde, confirmando que o pedido foi aceito.
Elcana ainda queria que Ana explicasse o motivo de o coração dela estar mal. Ora, ele, como sacerdote do lar, deveria ter buscado a ajuda do Senhor – como fez Abraão – e resolvido a situação. O chefe de família tem acesso direto a Deus em relação àquilo que oprime os seus. Como o cabeça do lar, cabe ao marido pleitear a causa de quem está sob a sua cobertura.
De nada adiantava ele ser carinhoso com Ana e achar que era melhor do que dez filhos. Ela queria sentir-se realizada. A mulher nasce para ser mãe, e o amor dos seus não supera essa sua missão. Ana fez o que era correto: entrou na presença do Senhor e derramou sua alma. Ao ver aquela mulher de fé diante de tamanha luta, Eli, o sacerdote, pensou que Ana estivesse embriagada. No entanto, ela estava buscando a bênção do Altíssimo, e, realmente, saiu vitoriosa. Foi assim que um grande homem de Deus veio a existir, pois esse primeiro filho que Ana e Elcana tiveram tornou-se, mais tarde, o conhecido profeta Samuel.
Quem entrar em oração decidido a resolver o problema terá a solução.
Em Cristo, com amor,
R. R. Soares

Nenhum comentário: